GUINÉ (Guiné-Bissau)

A Guiné-Bissau situa-se na Costa Ocidental de África, no grande golfo da Guiné, estendendo-se no litoral, desde o Cabo Roxo até à ponta Cagete. Tem fronteira, a norte, com o Senegal, a este e sudeste com a República da Guiné-Conacri e a sul e oeste com o Oceano Atlântico. Além do território continental, o país integra ainda cerca de 40 ilhas que constituem o arquipélago dos Bijagós, separado do Continente pelos canais de Geba, Pedro Álvares, Bolama e Canhabaque.

Superfície: 36.128 km2

Relevo, vegetação e hidrografia: A superfície continental consiste numa parte costeira semi-pantanosa e numa zona planáltica pouco elevada. Numerosos rios, dos quais o Cacheu, o Mansôa e o Gêba são os mais importantes.

Os grupos mais importantes são os balantas (30% da população), os Fulas (20%), Manjacos (14%), Mandingas (13%), e os Papéis (7%) [dados de 1996]. No litoral predominam os Balantas que cultivam arroz e criam gado bovino. Os Bijagós, que habitam no arquipélago com o mesmo nome, formam uma sociedade matriarcal cuja principal actividade é a pesca. O interior é ocupado pelos Fulas que são nómadas, dedicando-se à criação de gado e à agricultura itinerante.

As setas vermelhas indicam os locais onde actuou a Companhia de Caçadores 1496, de Janeiro de 1966 a Novembro de 1967:
PIRADA - Sede da Companhia de Fevereiro de 1966 a Janeiro de 1967
PAÚNCA - Sede dos Pelotões da Companhia em regime de destacamento, de Fevereiro de 1966 a Janeiro de 1967.
BAFATÁ - Sede do Batalhão a que esteve adstrita a Companhia de Caçadores 1496 de Fevereiro de 1966 a Janeiro de 1967.
BULA - Sede do Batalhão de Caçadores 1876, de de Janeiro a Novembro de 1967.
BISSUM (NAGA) - Aquartelamento construído de raiz para a Companhia de Caçadores 1498, reforçada com um pelotão da CCaç1496 e de um pelotão de Sapadores.
BISSAU - Sede do Batalhão de Caçadores 1876 no início e no final da comissão.